Trabalhadoras apoio

As trabalhadoras da textil Gramax international antiga fábrica Triumph em Sacavém continuam à porta da empresa para impedir que a administração retire das instalações equipamento, automóveis ou encomendas prontas para entrega. 
Recorde-se que a empresa deu entrada em dezembro do processo de insolvência e os trabalhadores têm por receber parte do ordenado de novembro, ainda dezembro e o subsidio de natal. 
Hoje pelas 16h30, Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, junta-se ás trabalhadoras como forma de manifestar o seu apoio. 
Entretanto o Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre que apoios estão a ser assegurados aos trabalhadores e trabalhadoras com salários em atraso, inquiriu ainda o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social sobre a existência de medidas com vista a impedir que a administração da empresa delapide o património da fábrica e sobre quais as formas de intervenção previstas para travar o encerramento da unidade de Sacavém e garantir a manutenção dos postos de trabalho. 
No comunicado os bloquistas afirmam ainda querer saber de que forma foram aplicados os apoios públicos facultados à Têxtil Gramax Internacional e que tipo de garantias e contrapartidas foram exigidas à empresa.